Singular universal

16/10/2017 13:44

"O homem vive o mundo em diversos planos; se há o mundo atual, do trabalhado e da intersubjetividade, esse mundo o homem deve, quer queira quer não, assumir, há também o mundo que me fez, e trata-se sempre das ambiguidades, das polivalências de um mesmo mundo, que se refletem no claro-escuro da vivência. É esse contexto que permite definir o homem como singular universal."

 

Gerd Bornheim (1929-2002), filósofo brasileiro, em O idiota e o espírito objetivo


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!