Religião na China

25/03/2020 13:59

"Em matéria de religião, o mundo chinês se conservou muito circunspecto, cultivando uma prudente indiferença: 'O governo, os eruditos, o povo, todo o mundo encara as religiões como coisas fúteis e de escasso interesse. Compreende-se que, na China, deve reinar uma tolerância incomparável com toda a espécie de culto. Nesse aspecto, os chineses gozam, efetivamente, de uma grande liberdade, desde que a autoridade não se convença de que, sob pretexto de associação religiosa, se oculte um objetivo político, prejudicial ao Estado."

 

Artigo O clero vigiado, de Charles Meyer, especialista em história do Sudeste Asiático, publicado em O sagrado na história - Budusmo 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!