Prescindir da mente

06/08/2017 18:09

"Isso não significa cair no idealismo. Significa adotar uma visão complexa, segundo a qual  sobre as coisas (ou sobre a mente) não se pode falar, colocando-se em discussão o ponto de vista sobre o qual se discute. Aliás, a consideração necessária do ponto de vista no sistema observado - que, em cibernética, é definido como 'problema da complexidade' - impõe que a relação entre as coisas e a mente não seja sucessiva a consideração de tais elementos analisados singularmente, mas seja originária. Em outras palavars: não se pode falar das coisas como se pudessemos prescindir da mente ou vice-versa."

 

Antonio Florentino Neto e Oswaldo Giacoia Jr. (Ogs.) O Nada absoluto e a superação do niilismo: Os fundamentos filosóficos da Escola de Kyoto


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!