Preocupações sobre o morrer

13/07/2017 01:13

"Montaigne, portanto, é reconhecidamente um crítico mordaz da veleidade amarrada ao inútil ou, mais exatamente, ao fútil. E a imaginação que o toma por objeto está sob a mira de sua crítica à faculdade dispersiva e nociva de que falei acima. Vários ensaios e exemplos atacam as preocupações supérfluas que cercam a morte. Seu descrédito pela imaginação da vida pós-morte o faz centrar suas preocupações sobre o morrer e, às vezes sobre a morte como ponto infinitesimal."

 

Luiz Vaz, A simulação da morte


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!