Pirandello

27/06/2018 20:55

"Todo aquele que entende o jogo não pode continuar a se enganar, mas quem não pode se enganar não pode mais tirar nenhum prazer da vida. Assim é, minha arte é cheia de compaixão por todos aqueles que iludem a si próprios. Mas é inevitável que esta compaixão seja seguida pelo escárnio feroz em relação a um destino que condena o homem à mentira. Esta, em suma, é a razão do amargor de minha arte e, também de minha vida."

 

Luigi Pirandello, citado por Malcolm Bradbury em O mundo moderno - dez grande escritores


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!