Origens de São Paulo

07/03/2016 08:49

"O espírito do povo no Brasil colonial, resumia-se na conformação e na falta de curiosidade. Não se encontrava, de nenhuma maneira, no Brasil de então, o pequeno burguês semi-independente de ideias, inteligentinho, cheio de iniciativas, tipo comum na América Inglêsa da época. Os calvinistas e os 'quakers' eram homens habituados a duvidar, a discutir, a expender ideias próprias, ainda que errôneas."

"Evidencia-se que as opiniões divergem no que respeita à indicação das causas do bandeirismo, embora prevaleça concordância quanto à imperiosa ação do meio físico."

"O vicentino, que era o homem pré-sertanejo, achava-se constantemente de vigília na terra, pronto a estarrecer-se com o belo ou o terrível enclausurado no interior do continente estranho. Pero de Magalhães Gandavo, quando se referia a São Vicente, afirmava: 'Esta he a capitania que ha nestas partes do Brasil', evidenciando que ali se encontravam os confirns do mundo a desafiar a ciência do homem."

 

Gilberto Leite de Barros, A Cidade e o Planalto - Processo de dominância da cidade de São Paulo - Vol I

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!