O homem de letras

01/12/2016 18:48

"A maior desgraça de um homem de letras não é talvez ser objeto dos ciúmes de seus coirmãos, vítima de cabala, do desprezo dos grandes do mundo; é a de ser julgado por tolos. Os tolos vão longe às vezes, principalmente quando o fanatismo se alia à inépcia e, à inépcia, o espírito de vingança. A maior dsgraça ainda é de um homem de letras geralmente não apegar-se a nada. Um burguês adquire um pequeno local e é logo ajudado por seus coirmãos. Se cometem uma injustiça contra ele, encontra logo defensores. Ninguém ajuda o homem de letras; assemelha-se aos peixes voadores: se sai da água um pouco, os pássaros o devoram; se mergulha, os outros peixes o comem."

 

Voltaire, Dicionário filosófico


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!