Nova religiosidade

22/10/2017 17:33

"Com nosso intelecto ainda somos modernos, mas com nossa religiosidade já participams de uma ´poca vindoura. O que equivale dizer que somos seres de transição e em busca do futuro. Se as religiões tradicionais são inaceitáveis para essa nova religiosidade, se as religiões exóticas são desvendadas como fugas, e se o desvio da religiosidade para a política, a economia, a tecnologia decepciona, ficamos com a fome religiosa insatisfeita. Invejamos os que a satisfazem na forma tradicional ou nas formas substitutivas, mas simultâneamente sentimos despreza por eles. Essa mistura de inveja e desprezo, de humildade e blasfêmia, caracteriza a religiosidade insatisfeira. É essa religiosidade não comprometida e portanto faminta  de compromisso que construirá, a meu ver, o futuro."

 

Vilém Flusser,  Da Religiosidade - A literatura e o senso de realidade


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!