Não sabemos

02/01/2016 22:42

"Quer desapareça a humanidade, quer desapareça a Terra, nada mudará na marcha do cosmos. Donde um último paradoxo: não temos a mínima certeza de que esse conhecimento que nos revela nossa insignificância tenha alguma validade. Sabemos que não somos nada ou que não somos grande coisa, e sabendo-o, nem sequer sabemos se este saber é um saber. Pensar o universo como incomensurável pelo pensamento, obriga-nos a pôr em dúvida o próprio pensamento. Não saímos disso."

"Ora, a meu ver, o homem deve persuadir-se de que ocupa um lugar ínfimo na criação, que a riqueza desta ultrapassa-o, e que nenhuma das invenções estéticas rivalizará um dia com as que oferecem um mineral, um inseto, uma flor. Um pássaro, um escaravelho, uma borboleta convidam à mesma contemplação fervorosa que reservamos a Tintoretto ou a Rembrandt; mas nosso olhar perdeu seu frescor, não sabemos mais ver."

 

Claude Lévi-Strauss & Didier Eribon, De perto e de longe


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!