Manuel

04/01/2016 22:02

"O meu primeiro contato com a poesia sob forma de versos terá sido provavelmente em conto de fadas, em histórias da carochina. No Recife, depois dos seis anos. Pelo que me lembro nitidamente do sobrosso que me causava a cantiga da menina enterrada viva no conto "A madrasta". 

"Lembro-me de uns cujo autor até hoje ignoro. Ouvi-os meu pai de um sujeito que um dia, no alpendre de uma casinha do interior de Pernambuco, lhe veio pedir esmola. Meu pai, que gostava de brincar, disse-lhe: "Pois não! Mas você antes tem de me dizer uns versos." Ora, o nosso homem não se fez de rogado e saiu-se com esta décima lapidar, cujo primeiro verso, estropiado, mostra que a estrofe não era de sua autoria."

 

Manuel Bandeira, Itinerário de Pasárgada


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!