Má poesia de outras épocas

09/09/2019 12:24

"Todo revolucionário na poesia necessita se apoiar em reivindicações semelhantes. E na medida do possivel, como sugere Eliiot, conhecer bem a tradição do próprio idioma, dominar pelo menos um idioma estrangeiro moderno e o idioma dos clássicos latinos. É de se temer que as revoluções poéticas, carentes de um substrato análogo, só degenerem na pior forma de reação literária: aquela que apresenta como nova poesia algo muito parecido com a má poesia de outras épocas."

 

J. M. Ibáñez Langlois, Rilke, Pound e Neruda - três mestres da poesia contemporânea


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!