Humor de James Joyce

01/07/2018 15:43

"Terão os escritores de ser tais monstros para poder criar? Creio que sim. É um paradoxo o fato de que, enquanto lutam com a linguagem para captar a condição humana, se tornam mais insensíveis e isolados dos mesmos traços humanos que tão brilhantemente descrevem. Não pode haver responsabilidade extrena, nem interrupções, só o contínuo zumbido interior, rítmico, insistente, lutando para cria um monumento vivo, belo e austero. Para Joyce, as pessoas se tornavam mais distantes, e acabariam sendo espectros. Não era o único. A mãe de Flaubert achava que o amor do filho pela palavras lhe endurecera o coração, e todos que conheciam Joyce achavam que, embora pudesse ter humor, faltava-lhe calor."

 

Edna O' Brien, James Joyce


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!