Globalização do conhecimento

22/08/2018 16:00

"Penso que o intelectual cosmopolita globalizado é o ideal da experiência intelectual e, portanto, o máximo que podemos almejar e ser atingido. O outro nome desta figura intelectual é o pensador e este em princípio pode surgir em qualquer canto do globo, não apenas nas grandes universidades mundiais e no interior dos países centrais. O grande desafio que se coloca para nós, hoje, num momento tão ingrato de nossa história, com o governo federal maltratando as universidades, públicas e privadas, é nos prepararmos para a agenda da globalização do conhecimento e vencermos os gaps históricos, como fez a Coreia desde os anos 60, quando era mais pobre que o Brasil de então, e como vem fazendo a China hoje, com o propósito de instalar suas universidades no seleto grupo das top 10 e trazer para o país os primeiros laureados com o Nobel em ciência. O Brasil não vem fazendo nada disso, donde o meu pessimismo."

 

Entrevista de Ivan Domingues, filósofo, professor e pesquisador, para a revista IHU Omline de 22/08/2018


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!