Forma de rato

18/05/2021 13:50

“De um lado, persistiria uma minoria orgânica do agronegócio enriquecida e conectada desde fora pela força de fundos financeiros externos e bancos locais, bem como as grandes corporações transnacionais. Sua relação direta com o grande varejo interno tem sido cada vez mais direta, posto que depende das exportações das commodities primárias exportadoras para o financiamento de importações crescentes dos produtos manufaturados e serviços mais qualificados, destruídos internamente pelo receituário neoliberal.

De outro lado, a maioria da sociedade é transformada cada vez mais no mundo inorgânico, sobrante da produção e riqueza primário-exportadora. Por assim dizer, na poesia de Carlos Nejar, o exército de homens malfeitos, tomando forma de rato, de um povo órfão e sedento de conhecimento.”

 

Artigo Brasil convertido em fazendão do mundo, de Marcio Porchmann, publicado no jornal IHU Online em 18/05/2021

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!