Fetichismo e mercadoria

16/03/2020 13:31

"Ocorre, assim, o que o pensador alemão definiu em O Capital como "fetichismo da mercadoria": o homem, por sua característica de não ser soberano do que produz, passa a ser comandado e dirigido pelo que gerou, desumanizando-se. Em outras palavras, o ser humano se torna objeto, enquanto a mercadoria se torna sujeito. O termo fetichismo, neste caso, faz referência à palavra "feitiço", já que as ideologias espalhadas pelo capitalismo fariam com que o explorado atribuísse a si mesmo a "culpa" por sua condição."

 

Coleção Conceitos da História - 40 fatos para entender o comunismo


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!