Eros e Thanatos

13/04/2017 21:40

"A ideia básica de Marcuse é que estão dadas as bases materiais para uma existência humana determinada pelo tempo livre, e não mais pelo tempo de trabalho socialmente necessário: tal mudança 'afetaria a própria estrutura da psique, alteraria o equilíbrio entre Eros e Thanatos... Uma nova experiência básica de ser transformaria completamente a existência humana'. A energia pulsional, antes investida no trabalho alienado, voltaria a ser energia erótica. Mas paradoxalmente, é essa mesma obsolescência da ideologia ao trabalho que, abrindo uma brecha para a emancipação, exige o controle total das consciências a fim de que a dominação seja mantida. A libertação nunca esteve tão próxima e ao mesmo tempo tão distante. 'Na fase suprema do capitalismo, a revolução mais necessária parece ser a mais provável'."

 

Isabel Loureiro, em "Herbert Marcuse, crítico do capitalismo tardio: reificação e unidimensionalidade", em O pensamento alemão no século XX - Volume 1


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!