Efeitos da bomba H

12/01/2017 22:42

"Francamente, haverá uma desculpa para isso? Existe uma, mas tão esfarrapada que não posso pensar em fazê-la prevalecer. Em todo caso, é esta: nunca consegui acreditar profundamente que os assuntos humanos fossem coisas sérias. Onde estava a seriedade, isso eu não sabia, a não ser que não estava em tudo aquilo que via e que me parecia unicamente um jogo divertido ou importuno. Há, na verdade, esforços e convicções que nunca compreendi. Eu olhava sempre com um ar de espanto e com um pouco de suspeita aquelas estranhas criaturas que morriam por dinheiro e se desesperavam com a perda de uma 'situação' ou se sacrificavam com grande ostentação pela prosperidade da família. Eu compreendia melhor aquele amigo que se tinha proposto nunca mais fumar e que pela força de vontade, fora bem sucedido. Certa manhã, abriu o jornal, leu que a primeira bomba H havia explodido, informou-se sobre os seus incríveis efeitos e entrou sem demora numa tabacaria."

 

Albert Camus, A queda


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!