Ditadura e seus cúmplices

22/01/2020 12:55

"Penso que um dos aspectos mais deprimentes de uma ditadura, de qualquer espécie, é que, ao estudá-la, ao examiná-la, ao abordar o fenômeno, você descobre que ela não seria possível sem muitos cúmplices. Muitos cúmplices, muitos mesmo. Em certos casos - na maioria deles, eu diria - em larga medida com o apoio da sociedade, por razões muito diferentes, mas num certo momento é como se uma enorme parcela da sociedade decidisse renunciar ao direito de ser livre, de participar na vida social e política, e transferisse esses direitos para um homem forte. E sem essa renúncia, não creio que alguém como Trujillo ou todos os grande ditadores da história tivessem sido possíveis."

 

Mario Vargas Llosa, escritor peruano em entrevista a Ramona Koval, publicado em Conversas com esscritores


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!