Deus e história

08/08/2016 13:45

"a crença em Deus em nada esclarece 'o destino final dos homens e das mulheres' nem fornece uma explicação unificadora, capaz de elucidar o sentido último e abrangente da vida, mas apenas remete o mistério a uma instância superior. Ela joga o problema um degrau acima, tornando-o talvez ainda mais enigmático do que seria o caso na sua ausência - pois, se existe, afinal, um Criador  ou Ente responsável, então por que tanta dor e cruel indiferença? Mas, se pudermos aceitar que a palavra 'Deus' serve apenas como emblema linguístico da nossa radical e absoluta imcompreensão das coisas que mais importam e de nós mesmos, então posso responder sem titubeio: 'Sim, creio'."

"É no conflito periódico entre as relações sociais de produção, de um lado, e o avanço das forças produtivas que garantem o domínio progressivo do homem sobre a natureza, de outro, que reside, na visão marxista, a chave do enredo no qual os sucessivos modos de produção por fim se descobrem redimidos ou condenados no tribunal da história. A marcha da crescente e inexorável sujeição do mundo natural à vontade humana é o imperativo que governa, em última instância, o desenrolar da luta de classes  e do progresso histórico: 'o enigma da história decifrado'."

 

Eduardo Gianetti, Trópicos utópicos

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!