Desideologizar o Estado

09/01/2019 13:17

"A entrada em cena de Ricardo Vélez, Ernesto Araújo e outros mostra a disposição do setor mais duro do bolsonarismo de particar um exorcismo que, por óbvio, confirma a existência do demônio ao combater a sua presença.Parido das urnas por uma reação social à corrupção, os bolsonaristas chegam com o purismo característico das rupturas, do poder tomado de assalto sem uma construção paulatina que tenha envolvido composições e concessões. Há muitos anos não se percebia tamanho viés ideológico em uma administração, que tanto fala em desideologizar o Estado. A troca de cadeira vermelhas por azuis no Palácio da Alvorada é mais um indício neste sentido."

 

Artigo O futuro já começou, do jornalista César Felício, publicado no jornal Valor de 4/01/2019


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!