Cão que ladra...

17/03/2017 12:13

O socialista Wilbrandt, no seu livro intitulado Sozialismus, publicado em 1919, conta este apólogo:

"Durante uma viagem de estudo, cheguei à entrada duma fábrica. Um cão, preso por uma corrente ladrou. Puxava pela corrente, saltava dum lado para outro e parecia querer desfazer-me, se a corrente acabasse por ceder. A corrente quebrou-se. O cão deu ainda um grande salto. Depois ficou quieto, assustado. Já não ladrava."

 

Citado em O Socialismo reformista, de George Lefranc


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!