Brasil: saquear as ruínas e sobreviver

10/07/2018 19:41

"Desde 1980, tivemos três recessões cataclísmicas. Vamos completar nste 2018 o segundo pior quinquênio de crescimento desde que se tem notícia (1901). Não há garantia de que saimos deste pântano. Não existe necessariamente isto que se chama de 'recuperação cíclica', apenas conceito descritivo, pois existem depressões ou longas estagnações econômicas. Esta crise já seria anormal devido à variedade de desastres coincidentes e à acumulação de problemas antigos. Mais impressionante é o impasse político, a paralisia provocada por omissão ou por ação de quem imagina poder saquear as ruínas e sobreviver. Na economia, houve colapso fiscal, péssima alocação de capital, choques políticos de confiança (2013, estelionato eleitoral, luta política odienta, governo deposto, hecatombe político-policial), corrupção a ponto de causar desordem empresarial sistêmica, saturação de desordem tributária e regulatória, transbordamento do problema previdenciário, secas, o diabo. Não há ao menos tentativa de pactuar uma saída deste desastre, nenhuma reação social organizada."

 

Artigo do jornalista Vinicius Torres Freire, A maior derrota do Brasil, publicado no jornal Folha de São Paulo de 8/7/2018


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!