Arrogância aristocrática

27/08/2021 17:50

 

“No extremo, Camus está certo em denunciar, a partir de sua instintiva convicção social-democrata, que a perversidade de uma modernidade capitalista guiada por uma razão instrumental ou a de um Estado totalitário e burocrático, é encontrada precisamente nesse descuido, indiferença, ou, o que é pior, nessa arrogância aristocrática, que se torna uma repressão deliberada dos inocentes ou daqueles que não reúnem as condições para um exercício meritocrático de autonomia.”

 

Rodolfo Vasquez, Não sentir falta de Deus: Itinerário de um Agnóstico (original: No hechar de menos a Dios: itinerário de um agnóstico)

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!