Alguns físicos também viajam na maionese

18/02/2016 13:51

"O eu de nosso mundo cotidiano seria, se quisermos assim, uma parte tridimensional de um eu maior e multifacetado - embora permaneça a dúvida quanto a cada um de nós pertencer a uma supermente independente ou, aproximando-se das especulações mais recentes de Hoyle, se existe uma supermente cuja atenção faz vibrar nossas vidas, transformando-nos todos em facetas tridimensionals da mesma consciência suprema. Por que deveria o observador 'último' dirigir sua atenção para o simples e pequino T¹? Porque, diz Dunne, ele é o mais simples; é aqui que a superconsciência, na infância, começa a aprender, mas não é aqui que termina, posto que 'devemos morrer antes que tenhamos esperanças de avançar para uma comnprennsão mais ampla".

John Gribbin, Tempo o profundo mistério do universo


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!