Adaptado aos trópicos

09/09/2017 00:09

"O grande espaço para as candidaturas como as de Lula, Ciro e mesmo Bolsonaro se deve à desiguladade do país. O centrismo também tem boa margem para crescer, embora suas divisões possam se tornar fraticidas. Porém, o maior inimigo do centro político é a questão social. Seus líderes ainda parecem aqueles modernizadores do império, ávidos por trazer ferrovias e investidores estrangeiros ao país, mas nem sabem o que fazer com a escravidão. O problema é que, hoje, os filhos do escravismo mal resolvido votam na eleição presidencial. Sem trazer uma esperança e saídas para os excluídos brasileiros, o discurso centrista fica mais bonito em Paris. É preciso adaptá-lo às intempéries dos trópicos."

 

Artigo Disputa pelo centro será acirrada, do sociólogo Fernando Abrucio, publicado no caderno EU& Fim de Semana, no jornal Valor de 9/9/2017


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!