A megamáquina

09/09/2017 00:29

"Seja administrado pelo Partido Comunista, seja democraticamente eleito, o trabalho humano e o mundo natural eram explorados sob o patrocínio do Estado para o benefício de uma classe dominante - em democracias, donos de propriedades e tecnocratas, e sob o comunismo, buracratas do Estado e de partidos. Saturadas por uma ideologia que valorizava a hierarqueia, a dominação, a alienação e a produção acima de tudo, as sociedade industriais eram controladas pela 'megamáquina' - termo cunhado por Lewis Mumford para descrever o modo de produção e de organização social por meio do qual elites construtoras de civilizações das antigas sociedades pós-caçadoras-coletoras mantinham controle sobre as sociedades que elas dominavam. Este antigo sistema de organização social se autorrenovou na Europa na primeira metade do século XX, quando ditaduras comunistas e e estatal-capitalistas e fascistas chegaram ao poder. A Segunda Guerra Mundial acelerou sua emergência nas democracias, que armou o palco para a era da Guerra Fria, quando a megamáquina comunista competiu contra sua contraparte democrático-capitalista."

 

Allan Antliff, Anarquia e Arte - Da Comuna de Paris à Queda do Muro de Berlim


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!