A máscara

16/12/2016 16:43

"Acima de tudo, lembra-te disto: cumpre prestar atenção nos próprios acontecimentos, não no alarde que os cerca, e ir ao fundo das coisas: verás que não há nada terrível, a não ser o próprio medo. Vê as crianças: as pessoas que as amam, que lhes são familiares, que partilham das suas brincadeiras, lhes dão medo quando aparecem mascaradas; as criançolas que somos reagem como elas. Portanto, não é apenas dos homens, mas também das coisas, que cumpre tirar a máscara e mostrar o verdadeiro rosto."

 

Sêneca, As relações humanas 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!