Sísifo

28/08/2015 20:39

"Mas Sísifo ensina fidelidade superior que nega os deuses e levanta os rochedos. Ele também julga estar tudo bem. Esse universo agora sem senhor não lhe parece nem estéril nem fútil. Cada grão dessa pedra, cada lasca mineral dessa montanha cheia de noite forma um mundo em si. A própria luta em direção aos cimos basta para encher o coração de um homem. É preciso imaginar Sísifo feliz."

Albert Camus, O mito de Sísifo

 

"Sísifo, o ser que queria não negar a divindade, mas prescindir dela, ou igualá-la. Daí o castigo lembrando-lhe simultaneamente sua força e sua fraqueza, obrigando-o ao esforço indefinidamente repetido dos seres mortais. A força é Sísifo ser capaz de rolar o rochedo até o cimo da colina; a fraqueza é a inutilidade desse trabalho, quando o rochedo desaba, no último momento, com toda a força, para o sopé da colina, obrigando Sísifo a recomeçar. É necessário carregar o fardo cotidiano custe o que custar."

"Sísifo só pode reconcicliar-se com a vida ao aquilatar esse mundo no qual inscreverá seu destino. Sua força renascerá sempre se decidir irrevogavelmente viver sua vida de homem, renunciando aos deuses, ao mesmo tempo protetores e ameaçadores. O medo e a prostação são inúteis. Os rtimos cotidianos são secundários. Eles possibilitam a vida, apenas, sem prejulgar a direção que tomará. Ao homem cabe construir seu mundo e delinear os contornos de sua felicidade de modo absolutamente inédito. Sísifo não consegue reproduzir a famosa frase de Dostoievski: 'Se Deus não existe, tudo é permitido.' Para Sísifo, a humanidade, senhora de si, carrega sozinha seu fardo, mas ela assim se habilita a definir sozinha os valores que lhe permitirão viver da melhor forma possível."

"Que vida queremos viver e qual bem merece ser buscado por si? Pergunta essencial que acarreta a reflexão para se encaminhar à sabedoria. A tarefa da vida se redefine. Não, o recomeço pertinente à vida dos homens mortais não pode desqualificar essa vida. E Sísifo levanta o olhar para o céu. Este céu está deserto. No entanto, ele, Sísifo, encontrará em sua tarefa cotidiana os próprios recursos para viver feliz."

Henri Pena-Ruiz, Grandes Lendas do Pensamento

 

Contato

CONSIDERAÇÕES OPORTUNAS rerzeit@hotmail.com