Riso

28/08/2015 00:59

"A posição de Platão com relação ao problema do riso é reiterada pela condenação não só ética, mas também filosófica da comédia e de toda espécie de manifestação artísitca, de que trata o livro X de A República. Segundo Platão, a poesia - entendida como a arte de imitar com palavras e frases, como é o caso da tragédia e da comédia - está afastada três graus da verdade, porque imita o que já é uma fabricação particular do objeto real, ou seja, o que já é uma imagens das Ideias."

"Outra concepção corrente que remonta a Aristóteles é sua definição de riso como especificidade humana. O homem é o único animal que ri, diz Aristóteles em As partes dos animais, em trecho importante para a discussão da tradição fisiológica de explicação do riso."

 

Verena Alberti, O riso e o risível na história do pensamento

Contato

CONSIDERAÇÕES OPORTUNAS rerzeit@hotmail.com